Projeto Madalena’s Suíça-Brasil usa arte para mudança social

PorVanessa Ricarte

5 mar 2021

Transmitir amor ao próximo, dar um novo significado para a vida de milhares de pessoas, levar uma palavra de esperança aos que precisam. Estes são alguns dos propósitos da embaixadora da paz, arte terapeuta, palestrante, e fundadora do projeto MADALENA’S Suíça-Brasil, Lúcia Amélia Aeberhardt, que ficou conhecida com o pseudônimo de Lúcia Brüllhardt, brasileira de São Paulo, naturalizada suíça, onde vive no território helvético há mais de três décadas.

Graduada em Publicidade, Teologia e Estética Internacional, com pós-graduação em comunicação, a empreendedora social é premiada nacional e internacionalmente por seus trabalhos literários e sociais. Em seu currículo artístico, constam oito livros publicados em português, francês, alemão e inglês, sendo que um deles é direcionado ao público infantil.

Seu portfólio conta com cds, dvds, livro digital. Também tem um documentário de curta metragem feito pela Mima Vision Suisse intitulado: “Lúcia, an autre destin”, distribuído em 23 países francófonos. Poucos sabem, porém, que suas obras são baseadas em fatos reais.

Lúcia tem se destacado em suas atividades através do Prevenção Madalena’s na Suíça (com apoio direto às vítimas) e no Brasil (com o trabalho de informação e prevenção em escolas, universidades, instituições, rádio, televisão, entre outros), projeto no qual luta há 20 anos contra toda forma de preconceito, violência doméstica, feminicídio, homofobia, racismo assédio, exploração sexual e tráfico humano.

Dentre suas características destacam-se o carisma, a garra, e, principalmente, a experiência que ela utiliza por meio das artes e literatura como armas em seu combate, pois a ligação dela com o mundo das artes e as causas humanitárias começou logo cedo sob a influência de familiares, como seu avô e sua mãe.

Experiências e superação

Quem a vê de bem com a vida não imagina que existe uma mulher que vivenciou um passado cheio de violência, dores e sofrimentos. “Minha história vai além da superação, não quero mostrar ao mundo que eu sofri e posar de vítima. Muito pelo contrário, vou na contramão e mostro que é possível ser feliz, se reinventar e recomeçar qualquer história quantas vezes for preciso”, destaca Lúcia.  

Hoje, aos 53 anos, tem sido uma importante referência nas comunidades brasileiras e pelo mundo. Com seu trabalho artístico e literário através do Madalena’s, ela tem alcançado resultados positivos, em especial, na Suíça. Após lutar por anos, ela tentou esquecer o passado e viver sua vida, porém não conseguiu se manter em silêncio. Então, disposta a não permitir que outras mulheres enfrentassem o mesmo destino que o seu, deu início à um trabalho de apoio, informação e prevenção, conseguindo assim, impedir possíveis armadilhas para outros indivíduos.

Foi convidada para participar de importantes programas de televisão (nacionais e internacionais) e palestras na França (Ze Mag Debate), Suíça (SF2 e TSR), incluindo palestras na ONU (Genebra), além de conceder entrevistas em conceituados jornais e revistas da Alemanha e Suíça. Poliglota, Lúcia Aeberhardt, ou Lúcia Amélia ao ser entrevistada responde sempre as perguntas no idioma original do país visitado.

Em 2018, lançou no Rio de Janeiro a Coleção Madalena’s Roya Magic, assinado pela estilista Val Nascimento, em setembro do mesmo ano inaugurou junto com o CEBRAC, em Zurique, o Boteco Madalena’s, um programa virtual que divulga música, informação, cultura e literatura brasileira.

Na VI JUNIFEST com a Casa Brasil Liechteinstein, ela apresentou a nova coleção Madalena’s sustentabilidade & inclusão, assinada por Rosa Varanda. Vale destacar que os temas abordados por Lúcia Aeberhardt em suas palestras e livros têm marcados gerações, impactado as pessoas dos locais por onde passa e transformado vidas pelo mundo.

“O propósito por trás do meu trabalho vai muito além de contar uma história de superação. Meus objetivos são voltados para alertar e prevenir jovens e adultos sobre as consequências negativas e positivas de uma migração externa e não permitir que suas vidas se percam. Para isso, a arte, com toda sua forma de expressão e manifestação do ser, é transformadora e libertadora”.

Seu trabalho pode ser conferido no site www.luciaameliamadalenas.com

Instagram: @luciaaeberhardtoficial

Fonte: Assessoria | Jessica Fonseca

Vanessa Ricarte

Editora-chefe do portal O MKT Delas! Especialista em jornalismo empresarial e institucional. Criadora e curadora de conteúdo (content marketing)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *