Portugal: empresária brasileira conta como se recuperou após levar um ‘tombo’ de 40 mil euros

PorRedação

20 jul 2021
Foto: arquivo pessoal

Foi à base de muito trabalho que a brasileira Ana Maria Souza enfrentou as dívidas e hoje é um sucesso em Portugal


Ana Maria Souza é brasileira e nasceu em numa fazenda na Bahia. Aos 12 anos foi morar em São Paulo para trabalhar como babá numa casa de família. Aos 15 anos se casou, aos 18 já era mãe de dois filhos e ainda sofria agressões psicológicas do marido.

Esse fato a fez com que Ana Maria ficasse durante um bom tempo sem o convívio com os filhos. Ela então foi morar em Goiânia, onde trabalhou como balconista num supermercado. Ana, porém, sempre teve um lado empreendedor intuitivo.

Ela aproveitou a onda daquele momento. Comprou um celular e investiu nas telemensagens que, na ocasião, faziam muito sucesso. Assim, começou o lado empresarial da Ana Maria.

Aos 25 anos, Ana Maria foi morar em Portugal, onde reside até hoje. “Eu fui vendedora, garçonete, fiz pesquisas de porta em porta, enfrentando frio e chuva. Além disso, quando eu ia ao Brasil, levava objetos para vender e, na volta, trazia roupas e lingerie para revender em Portugal. Foi assim que abri a minha primeira loja de lingerie”, relembra.

Prejuízo de 40 mil euros

Depois disso, a empresária abriu uma loja de cosméticos. O seu grande tombo aconteceu quando a empresária abriu uma franquia de jóias e amargou um enorme prejuízo, perdendo mais de 40 mil euros.

“Foi um golpe financeiro enorme, eu fiquei muito abatida, mas hoje, quando olho para trás, vejo que faria tudo de novo porque esse tombo me ensinou muito, me fortaleceu e me deu base para não cometer erros básicos. A partir daí eu me levantei mais forte ainda”, explica a empresária.

Ana Maria Souza, que dorme tarde e acorda cedo, atualmente, é proprietária de um quiosque de semijoias e preside o grupo Networking Ana Maria que une empresários de Portugal e do Brasil em reuniões semanais e online.

A empresária também está lançando a Networking Business Magazine, que será distribuída gratuitamente em Portugal e estará disponível no formato digital para o público brasileiro.

A publicação trará, em seu conteúdo editorial, matérias relevantes ao mundo empresarial, ligando os dois países co-irmãos. “Eu comecei do zero, tive muitas dificuldades por falta de apoio e informações. Com o meu grupo de Networking e a minha Revista eu poderei ajudar muitas pessoas, muitos profissionais, muitos empresários a ter sucesso e isso me deixa muito feliz porque juntos somos mais fortes“, finaliza a empresária luso-brasileira.

*Com informações de Cláudia Rolim – Assessoria de Imprensa

Redação

Tem uma sugestão de pauta bacana sobre algo relacionado ao mundo do empreendedorismo feminino? Entre em contato conosco pelo e-mail omktdelas@gmail.com!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *