Os desafios da mulher e a sucessão familiar no campo

PorRedação

19 maio 2021
Foto: divulgação

A falta de planejamento societário, o nepotismo e algumas atitudes emocionais da família durante o processo de sucessão podem comprometer a performance de qualquer empresa familiar, seja ela de qualquer porte ou área de atuação. No campo, a situação infelizmente não é diferente, o que torna a sucessão familiar uma das maiores preocupações da agricultura moderna. E quando existem mulheres neste contexto, a situação se mostra ainda mais delicada e complexa. Dentro do Setor de Agronegócios, Mara Lauxen usa sua vivência para ministrar palestras e workshops voltados ao empoderamento e ao protagonismo das mulheres. Estrategista em Personal Branding, Mentora Especialista em Carreira Feminina, Master Trainer e Master Mentoring com Tripla Especialização, Mara atuou por mais de 20 anos como empresária dos setores de Moda, Eventos e Agronegócio, adquirindo expertise em Atendimento ao Cliente, Gestão Administrativa, Gestão de Equipes, Liderança, Planejamento e Vendas.

E durante estas palestras para as mulheres do Agro, a pergunta que Mara mais escuta é se a presença feminina realmente é aceita para tocar os negócios nas fazendas.

“Atualmente, cerca de 90% dos negócios brasileiros são familiares e diante disso fica ainda mais evidente a necessidade de um planejamento de sucessão familiar para garantir a sobrevivência destas empresas. Grande parte deste problema no campo se deve a uma geração de produtores mais capitalizados com uma boa condição financeira que oferecem aos filhos e filhas, que seriam seus sucessores, a opção de cursar boas faculdades, abrindo a possibilidade para que eles tenham carreiras profissionais não-relacionadas ao agro”, explica Mara.

Segundo ela, o poder de escolha faz com que os jovens optem, na maioria das vezes, por carreiras profissionais que não possuem relação alguma com o trabalho de seus pais e com o agronegócio. Um dos maiores motivos que impulsionam esta escolha é a possibilidade de sair do campo e ir morar em cidades grandes e até em outros estados ou países.

A experiência da especialista também mostra um outro lado desta história – mesmo nos casos onde há interesse por parte dos filhos, costuma existir também uma grande resistência por parte dos mais velhos de passar o comando da gestão e a operação da fazenda aos mais novos, principalmente se este herdeiro for uma mulher. Com uma geração de jovens bastante destemida e engajada em tecnologia, para quem o foco sempre é aumentar a produtividade do negócio por meio de mudanças às vezes mais agressivas, o impasse é sempre a possibilidade de trazer novas ideias que agregam a atuação inicial, quebrando, às vezes, tradições de muitos anos.

“A chave do sucesso da sucessão familiar é a transmissão gradual de conhecimentos e, paralelamente, do controle da empresa. Tudo precisa ser minimamente planejado e faseado de forma assistida e com uma boa convivência entre as partes, o que diminui a possibilidade de conflitos entre pais e filhos. E o processo deve ser feito com o mesmo cuidado com as filhas mulheres, sem distinção”, explica Mara. À medida em que estas ações vão sendo desenvolvidas, é possível observar quem entre os herdeiros, no caso de haver mais de um, possui mais facilidade para a gestão da empresa, fazendo os devidos ajustes no meio do caminho. 

Outro apontamento de Mara é que a necessidade da sucessão no campo deve ter início antes que sua urgência seja sentida, e é preciso estar preparado para as muitas questões emocionais que este processo envolve, já que é comum as famílias entrarem em conflito já quando o assunto é levantado. “Também não podemos nos esquecer de que sempre existe a possibilidade de venda do negócio quando não se consegue estabelecer a sucessão por falta de herdeiros ou por falta de entendimento com os mais jovens”, finaliza.

Sobre Mara Lauxen

Mara Lauxen é Estrategista em Personal Branding, Mentora Especialista em Carreira Feminina, Master Trainer, Master Mentoring com Tripla Especialização. Atuou por mais de 20 anos como Empresária dos setores de Moda, Eventos e Agronegócio, adquirindo expertise em Atendimento ao Cliente, Gestão Administrativa, Gestão de Equipes, Liderança, Planejamento e Vendas. Entre tantas especializações, Mara se tornou palestrante profissional, e já impactou milhares de pessoas potencializando o empoderamento pessoal e profissional. Além disso, através de curadoria de imagem pessoal, profissional e marca pessoal, impactou centenas de pessoas no que se refere à autoestima e autoconfiança, despertando e trazendo à tona a essência e o diferencial das pessoas, potencializando marcas pessoais.

Fonte: Assessoria

Redação

Tem uma sugestão de pauta bacana sobre algo relacionado ao mundo do empreendedorismo feminino? Entre em contato conosco pelo e-mail omktdelas@gmail.com!

Matérias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *