Frente ao lockdown, brasileira oferece curso online de dança para despertar o poder feminino

PorRedação

5 abr 2021
Foto: divulgação

Miami/EUA — Michelle Gonçalves (@migoncalves) criou há mais de 5 anos, um método que tem como o objetivo resgatar e (re)conectar mulheres de diferentes idades, backgrounds, estilos e crenças com aquilo que todas têm em comum: o poder feminino. Agora, ela expandiu os horizontes e passou a oferecer a metodologia Feminine Fusion (www.femininepowerfusion.com) totalmente online, para mulheres de qualquer lugar do planeta. Ao agregar técnicas de danças diferentes, meditação, música e aromas, Michelle, com muita sensibilidade, orienta as suas alunas e reforça a importância de dedicar esse tempo a elas próprias, criando um ritual para o momento FF, com base em suas 4 regras:

Não se julguesomos muito rigorosas conosco, nos cobramos em demasia e isso nos impede de seguir em direção aos nossos objetivos reais.

Não se compare com as outras pessoas – cada mulher tem uma história diferente, um caminho diferente e essa comparação entre as mulheres é muito injusta e não impulsiona o desenvolvimento pessoal – ao contrário, apenas atrapalha.

Ame-se o amor-próprio é a ferramenta mais importante para acreditarmos em nós mesmas, reforçando a autoconfiança.

Divirta-se rir é sempre o melhor remédio, a vida com um sorriso no rosto fica muito mais leve.”


“Na correria do dia a dia, muitas mulheres deixam-se em segundo plano, e essa escolha nem sempre consciente gera um ciclo vicioso, que muitas vezes faz com que essas mesmas mulheres percam a referência sobre si mesmas”, afirma Michelle.

Por meio da dança, as alunas do Feminine Fusion começam sua jornada interna de autoconhecimento. Com seu studio-boutique localizado em Miami, ela começou a divulgar seu trabalho naturalmente via mídias sociais e “boca a boca”, passando a receber dezenas de mensagens diárias de mulheres de todo o mundo que gostariam de frequentar as suas aulas. E a pandemia acabou por acelerar o processo para oferecer curso online. Com o lockdown, as aulas começaram a ser compartilhadas pela Internet, o que impulsionou o projeto que já estava na mente da fundadora.

Agora, mulheres do mundo inteiro podem acessar a plataforma, conhecer o método através da aula inicial gratuita, adquirir aulas semanais por meio de mensalidade e ainda trocar ideias com as alunas FF, criando uma rede de contatos que fortalece os laços entre as participantes.

Sobre o método Feminine Fusion

Criadora do método, Michelle Gonçalves é completamente apaixonada pela dança. Ela é formada em psicologia e tem MBA em Gestão de Luxo. Michelle começou sua jornada pelo mundo da dança quando tinha apenas dois anos e, a partir daí, nunca mais parou. Durante todos esses anos, ela explorou vários estilos de dança, incluindo oito anos de balé clássico, dez anos de sapateado e quatro anos de dança do ventre. Todos esses estilos de danças estão integrados no seu exclusivo método Feminine Fusion, que tem mudado a vida de tantas mulheres ao redor do mundo. O FF conecta as mulheres aos seus corpos e mentes, estimulando um impulso inimaginável de autoconfiança.

“Sempre tive esse sonho, oferecer uma aula de dança mais sexy para mulheres de todas as idades, mesmo sendo muito tímida. Foi um desafio e, na verdade, um dos motivos que fez com que o projeto levasse mais tempo para começar. Tive que me esforçar e aplicar o método em mim mesma para, em seguida, ajudar outras mulheres com a prática”, acrescenta.

Michelle relembra que a ideia surgiu depois de muitas viagens e cursos, principalmente depois de conhecer a técnica de “Heels”, ou dança com salto alto. “Percebi que faltava no mercado uma aula onde os estilos se misturassem, tipo uma fusão mesmo.”

De acordo com a empresária, ela queria criar esse novo estilo que misturasse esses elementos, permitindo que eles se complementassem e entregassem um pacote completo de dança, trabalhando todos os músculos e oferecendo os melhores recursos.

“Comecei a pensar em desenvolver isso sozinha, descobrindo e preenchendo essa lacuna e criando a oportunidade de vivenciar esse sentimento de empoderamento disponível para todas as alunas, não importando sua idade ou nível – uma aula em que todas as mulheres poderiam participar.”

A partir desse desejo, Michelle afirma que ouviu sua intuição, que dizia como misturar os estilos com fluidez, introduzindo o burlesque”e acrescentando a cadeira e dança do ventre, entre outros objetos cenográficos. “Sempre quis manter o lúdico, tendo em mente a necessidade de transformar a sala de aula em um ambiente divertido, que pudesse servir como o espaço perfeito para que as mulheres se sentissem livres, soltas e confiantes.”

A criadora do método, a princípio, testou nela mesma a fim de se libertar de preconceitos – ocasião em que ela pôde dar início ao seu processo criativo. “Sair da minha zona de conforto foi fundamental. Trabalhei a consistência da técnica com frequência e me expus aos meus próprios medos e inseguranças. E foi aí que a mágica aconteceu: me senti pronta e decidi realizar meu sonho de abrir meu primeiro estúdio, tornando-me a criadora do Feminine Fusion, uma técnica de bem-estar que através da dança ajuda e apoia as mulheres em seus processos individuais de resgate, de reconexão com o universo feminino”, finalizou.

*Com informações da Assessoria

Redação

Tem uma sugestão de pauta bacana sobre algo relacionado ao mundo do empreendedorismo feminino? Entre em contato conosco pelo e-mail omktdelas@gmail.com!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *