Frases que me cansam: se as coisas parecem sob controle, você não está indo rápido o suficiente

PorOpinião

21 jul 2021

Hoje em dia, existimos para servir à economia, e não o contrário.

O excesso de horas no trabalho acaba nos tornando improdutivos, sujeitos a erros, infelizes e doentes.

[…]

É a isto que leva nossa obsessão de andar depressa e ganhar tempo.

À fúria do trânsito, à fúria aérea, à fúria das compras, à fúria dos relacionamentos,

à fúria do escritório, à fúria das férias, à fúria da ginástica.

Graças à velocidade, vivemos na era da fúria.

Carl Honoré


Olá!

Como já te contei anteriormente as frases que me cansam são normalmente partes de discursos que ouvimos aqui e ali e que, muitas vezes, nos são servidas como verdades inquestionáveis. Aqui tento desmistificar algumas delas a partir do olhar do Slow Movement e da consequente produtividade saudável.

“Se as coisas parecem sob controle você não está indo rápido o suficiente” é uma frase atribuída a Mario Andretti, uma lenda do automobilismo americano, apesar de ser italiano. Desconheço as especificidades da profissão de piloto, mas entendo que a velocidade é importante no automobilismo.

Por outro lado, sou capaz de apostar que nem mesmo nesse métier é 100% do tempo assim. Reconheço também que a celeridade possa ter papel relevante em uma ou outra ocupação – se eu estiver tendo um ataque cardíaco quero ser atendida BEM rápido. Mas não é dessa forma a rotina da grande maioria das pessoas. Ou, ao menos, não deveria ser.

Só que aí vem a ‘autoajuda de aeroporto’¹ usando a frase fora de contexto para romantizar o corre-corre na vida de todo mundo. Motivação? Chamam mesmo o incentivo à exaustão de MOTIVAR? Façam-me o favor, não é? Atualmente, se as coisas não parecem sob controle, talvez seja ‘só’ porque você é brasileiro em 2021.


Só você tem os seus horários.

Só você tem os seus processos.

Só você tem os seus hábitos.

Só você tem os seus ritmos.

Só você tem a sua rotina.

Pare de buscar uma solução padrão.

É quase um insulto a você mesmo achar que todas essas variáveis cabem em um modelo só.

Autor desconhecido.


Por outro lado, se as coisas parecem minimamente sob controle, talvez seja o caso de comemorar seu privilégio. Porque é privilégio sim e merece ser celebrado sim.

Se as coisas parecem minimamente sob controle, talvez seja exatamente porque você não está indo rápido o suficiente para qualquer outra pessoa que não seja você mesmo. Talvez seja porque você já trilhou um longo percurso em busca por mais qualidade de vida, por mais resultados concretos naquelas esferas que de fato te fazem sentido.

Talvez seja porque você esteja finalmente usando o tempo ao seu favor ao invés de sair distribuindo-o em tarefas, relacionamentos ou quaisquer assuntos que não comunguem diretamente com suas próprias e muito bem deliberadas escolhas. Talvez seja até mesmo porque você está agindo em velocidade rápida quando e se necessário, mas com maior e mais responsável domínio do velocímetro.

Enfim, se for para abraçar alguma frase de efeito famosinha, fico com Gandhi que diz que “a vida não se limita a ir cada vez mais rápido.”

Slow hug, ou seja, um abraço muito lento, carinhoso e aconchegante, e até breve!

Val

P.S.: Se você tem vontade de desacelerar, mas não vê como se aproximar dessa ideia em termos práticos, te convido a conhecer esse projeto.

¹ ‘Autoajuda de aeroporto’ é um termo que vi sendo usado por Nuno Cobra Jr., adorei e adotei pra mim.


*Valéria Chociai é co-autora do livro METAMORFOSES DA MATURIDADE e atualmente mima copiosamente sua filha de 4 patas, Maria Mole. Seu tempo restante é dividido entre a facilitação da jornada vivencial 365 CONVITES PARA DESACELERAR, a formação em Psicossíntese pelo Centro de Psicossíntese de São Paulo, a divulgação da Slow Life e a desaceleração radical de sua própria vida através da vivência do segundo de seus 3 anos de sabático, levemente reformulados por causa dessa tal de pandemia. De Figueira, mas parida em Ibaiti e registrada em Curiúva, não é de se admirar que tenha rodinhas nos pés e esteja em busca de uma vida nômade mesmo aos 43 anos de idade”.

Opinião

Espaço para dar voz a mulheres líderes, empreendedoras e profissionais que fazem a diferença na sociedade. Caso queira enviar o seu artigo, entre em contato conosco: omktdelas@gmail.com 💜

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *