Atriz e comediante usa humor como arma para romper o tabu entre mulheres e sexo

PorRedação

11 maio 2021
Foto: divulgação

A guarulhense Fernanda Arantes e a nova geração feminina de humoristas que usam o sexo como piada e informação


Em contrapartida aos movimentos que impulsionam o empoderamento e a liberdade sexual feminina, o tempo de trevas e tabus vividos por meninas e mulheres por longos anos de suas vidas resultaram na dificuldade de viver, sentir e até mesmo falar sobre sexo e prazer

Da anatomia feminina às práticas sexuais, a falta de diálogo e o silêncio sobre a temática – que nos últimos anos tornou-se motivo para atritos partidários – marcou muitas gerações. Contudo, avançamos! No século XXI, do papo do dia a dia entre amigos aos palcos de stand-up, as mulheres têm protagonizado as narrativas sobre sexo, prazer e sexualidade.

Na tentativa de veicular informação, romper tabus e arrancar boas risadas, uma geração de mulheres humoristas vem promovendo a arte de falar sobre o universo sexual e as questões femininas nos palcos e nas redes sociais. É o caso da atriz e humorista guarulhense Fernanda Arantes, que já rodou as principais casas de comédia do Brasil com apresentação de stand-ups, participou recentemente do programa ‘Simples Assim’, comandado por Angélica, na Rede Globo e hoje, vem reconfigurando o cenário artístico em função da pandemia, garantindo boas risadas e aplausos do público através da internet.

“Eu tive uma criação bem livre em relação a isso, então pra mim nunca foi um tabu. O problema era quando estava entre outras pessoas.” – relata a humorista.


A estranheza acerca da autonomia dessa geração de humoristas que levam para seus shows suas experiências sexuais e pautas como: masturbação, orgasmos, experiências ruins, engraçadas ou até mesmo informativas, refletem-se em situações como essa: “Uma vez após o show, um produtor olhou pra mim e disse: nossa, você com uma carinha de menininha, quando abre a boca, é pra falar disso?”, conta a humorista. E tudo isso, porque as pessoas “idealizam que ou você é essa menina delicada, ou você é vulgar, ou você é inteligente, ou você é isso ou você é aquilo, quando na verdade você pode ser todas em uma só”, pontua.

Diante deste histórico, acompanhar o movimento de mulheres, conduzindo narrativas sobre sexo, combate ao machismo e liberdade dentro da comédia e do stand-up, é um avanço para o rompimento do tabu em torno da ideia de que mulheres não podem ou não devem falar abertamente sobre sexo.

“Quebrar essa barreira de que mulheres não podem falar de sexo é muito importante”, conta Fernanda.

Afinal de contas, junto às gargalhadas tiradas em meio aos shows como os de Fernanda, propiciar informação e garantir um outro lado dessas histórias que por muito tempo tiveram apenas uma voz, é uma virada de chave.

Fonte: Assessoria.

Redação

Tem uma sugestão de pauta bacana sobre algo relacionado ao mundo do empreendedorismo feminino? Entre em contato conosco pelo e-mail omktdelas@gmail.com!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *