Após deixar a carreira de farmacêutica, Luciane abraçou a produção de pipocas gourmet e já capacitou 600 alunos online

PorRedação

22 mar 2021
Foto: divulgação

Limeira/SP – Luciane Miyashiro, farmacêutica por formação, começou a se dedicar há seis anos à produção de alfajores, aqueles famosos doces argentinos. Durante sua trajetória de estudos e técnicas, ela descobriu o mundo das pipocas gourmet, que a fez mudar de ideia, produto, formação e vida. A partir de então criou a sua marca “Pipocas Gourmet Lu Miyashiro”.

Após a grande demanda da nova atividade gastronômica, Luciane optou a deixar sua primeira formação e seguir a sua vocação, onde encontrou possibilidades de inovar, criar e desenvolver novas técnicas, sabores e receitas. Dentre os sabores mais pedidos, estão os clássicos Leite em pó, trufado, tortinha de limão e os mais elaborados como abóbora com coco, crocante de banana, romeu e julieta além de muitos outros.

Luciane permaneceu estudando, se aprimorando, conhecendo e reconhecendo cada vez mais o seu mercado e o perfil de seus clientes, Luciane transformou a produção das pipocas no sustento de sua família, onde por motivos alheios, o seu marido veio a integrar e somar na equipe.

O desejo e a alegria de compartilhar sua experiência era maior do que simplesmente continuar produzindo. Luciane decidiu montar sua primeira turma para ministrar um curso e ajudar outras famílias que precisassem de uma renda extra no orçamento.

“Em 2018 nasceu uma primeira turma, sem pretensão de que surgiriam outras, mas a procura pela aula presencial foi aumentando gradativamente e sem que eu sequer me desse conta. Já não havia mais tempo para divulgar datas e agenda, eram uma turma seguida da outra e foi acontecendo naturalmente.”, explica Luciane.


E assim a Pipocas Gourmet Lu Miyashiro foi crescendo, tornando-se referência local em qualidade, marcando presença em eventos corporativos, festas infantis, temáticas e multiplicando seu conhecimento por toda a cidade de Limeira e próximas.

Nasceu então, o Instituto Lu Miyashiro. Presencialmente, a empresa tem uma estrutura completamente personalizada e humanizada no acolhimento de suas alunas e alunos, desde a sua chegada no aeroporto até a estadia. Tudo cuidadosamente organizado pela equipe. Luciane já recebeu pessoas de todo o Brasil, até do Amazonas, Paraíba e exterior para ensinar suas técnicas e métodos.

Chegado 2020., tudo decorreu em constante evolução e desenvolvimento até março, quando o mundo parou em razão da Covid-19. Com o isolamento social exigido pelas autoridades, as turmas agendadas tiveram que ser suspensas.

“Paralisei por uma semana e na seguinte decidi me reinventar mais uma vez: ingressar no mundo on-line, onde muitos já estão e eu ” de trás pra frente”, como diz o ditado, fui com medo, totalmente fora da minha zona de conforto e receio desse novo mundo, mas fui!”, conta Luciane Miyashiro. “Não tive tempo para pensar muito, eu só sabia que precisava tomar uma atitude e que muitas pessoas precisavam desta oportunidade também para gerar uma renda extra mais do que nunca.”.

Com a pandemia, a Luciane transformou suas aulas presenciais também em curso on-line em plataforma específica e está ministrando seus cursos em estilo EAD. Em 2020 foram 4 turmas, com aproximadamente 600 alunos inscritos!

“Diante da situação econômica do Brasil, nos surpreendemos com os resultados, pois superamos a meta de venda do curso on-line, recebemos 16 prêmios (conquistas) da plataforma devido à alta performance e tivemos que fechar o carrinho antes da data combinada, devido a demanda…e tudo isso em 5 dias!”, explica Luciane. “Conclusão e lição que tiramos de tudo isso? Acreditar que tudo é possível. Sempre!”, finaliza.

Para conhecer o trabalho do Instituto Lu Miyashiro, acesse o instagram https://www.instagram.com/lucianemiyashiro/

Fonte: Assessoria

Redação

Tem uma sugestão de pauta bacana sobre algo relacionado ao mundo do empreendedorismo feminino? Entre em contato conosco pelo e-mail omktdelas@gmail.com!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *