Agência de mkt estratégico criada por mulheres dá dicas de como dominar o mundo dos negócios

PorVanessa Ricarte

10 mar 2021
Foto: divulgação

Barbara Roma e Neemat Eid fazem parte dessas mais de nove milhões de mulheres que comandam o próprio negócio no Brasil. No início do ano passado, as empreendedoras decidiram se unir e criaram a ICB, uma agência de marketing estratégico. Ambas tinham o desejo de empreender e mudar os rumos de suas carreiras. Para isso, investiram os fundos de suas poupanças e fizeram o projeto dar certo mesmo em plena pandemia causada pela COVID-19. Em alusão ao Mês das Mulheres, as profissionais dão dicas para inspirar outras mulheres a encarar este desafio, além de um conselho da idealizadora do projeto “Aceleradora de Carreiras”, do Grupo Mulheres do Brasil, Mayra Castro, que inventou sua própria profissão.

Como construir autoconfiança para estar à frente dos negócios?

A autoconfiança vem do autoconhecimento. Precisamos nos concentrar em trabalhar e lapidar muito bem as habilidades técnicas da nossa profissão, ler, estudar, conhecer o mercado. Além, é claro, de trabalhar bem o relacionamento interpessoal e as soft skills, que são nossas habilidades comportamentais, aconselha Neemat Eid, publicitária e sócia fundadora da Agência ICB. 

A autoconfiança se consolida quando sabemos que nosso conhecimento é real. É difícil se sentir autoconfiante quando se sabe que não está perto do seu potencial máximo. O medo da vulnerabilidade é o que me move no dia a dia e me obriga a enfrentar de frente o que for para manter meu negócio rodando e cumprindo as obrigações com aqueles que de nós dependem, complementa Neemat.

Como superar o medo de mudar e começar seu próprio negócio?

O medo de ficar estagnada deve ser maior do que o medo de tentar algo novo. Eu sou muito competitiva, então se eu tenho um desafio novo e o meu medo de ficar parada é maior, eu prefiro encarar este desafio. Quando você chega próximo dos 40 anos, como eu, você começa a se perguntar o que poderia ter feito de diferente na sua carreira, o que você conquistou até agora e essas foram as perguntas que me motivaram a começar o meu próprio negócio, declara Barbara Roma, historiadora e sócia fundadora da Agência ICB.

Tive de escolher entre me conformar com o que já tinha alcançado ou aceitar o desafio para dar saltos maiores e empreender me pareceu uma bela oportunidade de começar algo novo. Para abrir o seu negócio, você precisa mudar toda a sua rotina e visão sobre trabalho para conseguir prosperar. É como dar um reset no jogo e começar uma nova rodada, diz Barbara. 

Como transformar as dificuldades em oportunidades na hora de empreender?

A questão do empreendedorismo não é homogênea, mas, de maneira geral, percebo que quando saio da necessidade de algo para um propósito, tudo o que faço começa a fluir. Essa é a primeira provocação como eu posso transformar o “precisar de” em “como posso contribuir para?”, pontua Mayra Castro, idealizadora do projeto “Aceleradora de Carreiras” do grupo Mulheres do Brasil.

Outra  questão é ajustar o que eu gosto e sei fazer com o que o mercado precisa. Todos os empreendimentos bem sucedidos com os quais já me deparei, tem a paixão como combustível. Se o que você faz não te move, seu negócio não tem como dar certo.

Por fim, colocar qualquer coisa de pé requer consistência, perseverança e organização. Essa estrutura, definitivamente, auxilia no processo de transformar dificuldades em oportunidades, que são faces da mesma moeda, complementa Mayra.

Apesar de encontrarem ainda muitos desafios, as fundadoras da Agência ICB trabalham para proporcionar mais possibilidades para outras mulheres. “Nossa equipe é formada, majoritariamente, por mulheres. Isso foi algo natural, que foi acontecendo, mas que faz parte do nosso propósito. Precisamos nos fortalecer”, finaliza Neemat.

Fonte: Assessoria

Vanessa Ricarte

Editora-chefe do portal O MKT Delas! Especialista em jornalismo empresarial e institucional. Criadora e curadora de conteúdo (content marketing)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *